"A caridade nunca acabará" - Monsenhor Vicente de Paula Ferreira (nomeado bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte)

 

O monsenhor Vicente de Paula Ferreira, C.Ss.R, Redentorista da Província do Rio nomeado bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte, fala em primeira mão sobre o lema e o brasão escolhidos para o seu episcopado:A caridade nunca acabará (1 Cor 13, 8) (Caritas numquam excidet).
"No alto do brasão, o triângulo, Santíssima Trindade. “Deus é amor” (1Jo 4,8). Amor que se revela superabundante na encarnação e paixão do Filho. “Deus amou tanto o mundo” (Jo 3,16). Jarra e bacia lembram o gesto do Mestre no Lava-Pés. Cruz, lança, esponja remetem ao evento salvífico central: o mistério pascal de Cristo. Aos pés da cruz, dom do Espírito, nasce a Igreja para testemunhar o evento Jesus Cristo. Jarro com água simboliza também a urgência de uma prática cotidiana do amor ao próximo, sobretudo aos pobres, aos abandonados, aos marginalizados, aos pecadores, preferidos de Jesus. Água lembra o batismo que introduz o fiel no Corpo de Cristo, a Igreja. Para o bispo, as três gotas remetem à sua tríplice missão: pastorear, santificar na plenitude do sacerdócio e servir à unidade. A cor violácea representa a luta contínua pela transformação do egoísmo em solidariedade. O azul celeste exalta Maria, trazendo suas iniciais. Seu sim é exemplo de perseverança e fidelidade à Palavra de Deus. Ela é a perfeita discípula, profetiza da libertação ao proclamar que Deus derruba os poderosos de seus tronos e eleva os humildes (Lc 1, 46-56). Maria canta o Magnificat de todo Povo de Deus, lembrado pela clave de sol, nas linhas laterais, mostrando a relação entre a fé e a cultura, a arte, a poesia, a música, meios pelos quais a beleza do mistério de Deus está presente. Liturgia é antecipação, na terra, do que a fé espera encontrar no Reino definitivo, a grande festa da caridade, onde todos participarão da comunhão trinitária, fim último da criação."
"Dia 27 de maio, às 10h, na Igreja São José, centro de Belo Horizonte, serei ordenado bispo por Dom Walmor Oliveira de Azevedo, Arcebispo de Belo Horizonte (MG). Os outros consagrantes serão Dom Darci José, Arcebispo de Diamantina (MG) e Dom Dario Campos, bispo de Cachoeiro do Itapemerim (ES). Será uma celebração muito significativa para mim, para a Congregação Redentorista e para a Igreja. Por isso, conto com a presença e oração de todos."
Fonte: http://www.provinciadorio.org.br/…/A-caridade-nunca-acabara…