Dom Joel: "A família é um valor na terra, porque é um valor no ceú"

Dom Joel:

A Hora Santa do Apostolado da Oração, realizada nesta sexta-feira, dia 9 de junho, no Santuário Nacional de Adoração Perpétua, a Igreja de Sant’Ana, no Centro, foi presidida pelo bispo auxiliar Dom Joel Portella Amado. Estavam presentes monsenhor Gustavo Auler e o padre José Wallace Neto, da Diocese de Iguatu (CE).

No momento da reflexão, monsenhor Joel recordou a celebração dos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida, indagando os fiéis sobre o presente que se poderia ofertar à mãe de Deus e respondeu, ele mesmo, que certamente o compromisso pela defesa e valorização da família é o presente que mais a agradaria. Porque, segundo ele, Maria muito se agrada e se ocupa com as famílias. Tanto da sua própria, como foi em Nazaré, nos seus cuidados com a Sagrada Família, como também de todas as demais. Por isso preocupou-se, numa festa de casamento, que o vinho e, portanto, a alegria, viesse a faltar naquela família.

"A família é um valor no céu, por isso a família é um valor na terra. O que o Criador fez é uma enorme família. Como as sete notas musicais. O que é que uma nota musical sozinha faz? Até faz um som bonito. Mas, um acorde faz toda a diferença. O criador nos fez uma grande família. E o Espírito Santo é força exatamente para a união e integração das família, esse é o segredo do grande presente que podemos dar a Nossa Senhora: valorizar a família, defender a família de todo tipo de ataque. Todas as famílias têm problemas, quem não os tem? Porém, ruim com a família, pior sem ela Como sofrem um egoísta, um solitário, alguém que não tem amigos, que pensa só em si. Sofre e faz sofrer. É o que estamos vendo no Brasil, agora. O que leva uma pessoa a roubar tanto, a ganhar dinheiro abortando, matando criança? Não percebeu que Deus mesmo é uma família: o Pai, o Filho e o Espírito Santo", disse.

Dom Joel pediu que se rezasse pelas famílias ali representadas, também pelas dos países em guerra, vitimadas pela violência, e as dos refugiados.

Dom Joel concluiu a reflexão dizendo: “A frase que Maria disse a Jesus no episódio das bodas de Caná, também hoje ela repete em relação a tudo o que a família está vivendo: ‘Parece que eles não têm mais vinho’. E diz a nós: ‘Fazei tudo o que ele disser’. E, aqui diante do Filho Bendito da Virgem Maria, que nasceu em uma família, devemos assumir o compromisso de ser uma Igreja que, acima de tudo, valoriza as famílias; ser comunidades paroquiais, movimentos e associações que abram espaços para que os casais em crise possam conversar, rezar, ouvir e ser aconselhados.  Devemos ser os braços de Cristo, as pernas de Cristo, a voz do Cristo para valorizar e defender as famílias".

FONTE: http://arqrio.org/noticias/detalhes/5835/dom-joel-a-familia-e-um-valor-na-terra-porque-e-um-valor-no-ceu